Filed Under:  Dicas

‘Como curar ressaca de fato’: O que funciona de verdade e o que deixar de lado

1st Janeiro 2018   ·   0 Comments

Durante uma festa ou um momento de descontração, nem sempre a gente consegue maneirar nos drinks, mas o sintomas do pós nunca são desejados

Você teve uma noite incrível. Aproveitou com os amigos, familiares, se divertiu. Ou então, nem teve uma noite tão boa assim, mas duas coisas unem essas duas possíveis realidades: você bebeu – e bebeu mais álcool do que deveria. O dia de hoje mostra isso, a sua cabeça dói, o estômago e o intestino não estão legais e, possivelmente, você está desejando ter maneirado um pouco ontem, mas não dá para fazer isso mais. Entretanto, há, sim, como curar ressaca.

Ingestão excessiva de álcool pode causar sintomas nada desejados%2C e muitas não sabem como curar ressaca

Ingestão excessiva de álcool pode causar sintomas nada desejados, e muitas não sabem como curar ressaca

Foto: Photopin

Não é de hoje que as pessoas exageram no álcool e sentem os sintomas desagradáveis da ingestão excessiva da bebida, mas ainda há muita dúvida e muitos mitos sobre como curar ressaca. Por exemplo, você sabia que o café pode não ser a melhor solução para a sua ressaca?

De acordo com o endocrinologista Pedro Assed, membro da SBEM (Sociedade Brasileira de Educação Matemática) e mestre em endocrinologia pela UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), o café ajuda, sim, a melhorar a fraqueza da ressaca e a indisposição, mas a bebida deve ser usada com moderação, já que não vai hidratar a pessoa, algo que é essencial após a ingestão de álcool. Mesmo assim, o especialista explica que uma xícara de café e uma aspirina podem tornar menos dolorosa a manhã pós-bebedeira.

Já a água de coco pode ser o remédio de como curar ressaca que você realmente estava procurando. “É um dos melhores reidratantes naturais do qual dispomos. Ela é rica em potássio, sódio, magnésio e sais minerais, portanto, é um repositor excelente do status de hidratação corporal. Quando ingerida durante o período de uso de bebida alcoólica, intercalado com o álcool, e nas próximas 24h após ingestão de bebida alcoólica, ajuda bastante a reduzir os sintomas de ressaca como dor de cabeça, náuseas, prostração e fraqueza.”

Mais remédios que realmente funcionam

A água de coco é um remédio porque ajuda a tratar dos sintomas de um mal, neste caso, a ressaca. Entretanto, não é um medicamento, já que não foi elaborada após estudos, por especialistas. É algo natural, como a própria água, que também pode servir como remédio.

Agora, quando se fala em medicamentos, como os analgésicos, é melhor tomar cuidado. “Se o indivíduo se hidratar bem e, mesmo assim, tiver dor de cabeça ou náuseas, deve consultar um médico para receber prescrição de um analgésico ou um anti-emético, remédio para náuseas e vômitos. Os medicamentos que são vendidos para curar ressaca normalmente contém ginseng ou algum revigorante, guaraná ou cafeína, além de dipirona ou paracetamol e um anti-emético em sua composição. Não aconselho auto-medicação”, afirma o endocrinologista.

Mas se você não quiser ficar apenas no café, água e água de coco, pode também apostar em outros remédios naturais. Segundo o especialista, sucos ricos em vitamina C, como acerola, kiwi, tangerina, laranja e limão são poderosos antioxidantes e ajudam a diminuir os efeitos da ressaca. “Alimentos como canela, mate natural e chocolate quente também são úteis para melhorar a disposição e evitar piora da dor de cabeça, mal-estar e astenia [diminuição da força física]. Gengibre, alho e cúrcuma são anti-inflamatórios naturais e podem também ser úteis nessas ocasiões.”

O que ingerir no dia seguinte

Como já foi aconselhado, quem tomou uns bons drinks na noite anterior e, pela manhã, acordou na maior ressaca, deve ingerir bastante líquido, como sucos e isotônicos, água de coco e água. “Invista em bebida com taurina. Ela ajuda a quebrar a substância tóxica produzida quando o álcool é metabolizado pelo organismo, e refrigerantes e outras bebidas não-alcoólicas que tenham taurina na sua fórmula ajudam na recuperação da ressaca.”

Já as frituras e alimentos gordurosos devem ser evitados, já que o melhor mesmo são as carnes magras, legumes frescos crus ou cozidos e alimentos integrais.

“Um dos problemas do álcool é a hipoglicemia, por isso, carboidratos e doces podem ajudar. E ao contrário do que muitos pensam, o consumo de comida gordurosa pode piorar os efeitos da ressaca, então evite leite de vaca, carnes vermelhas e frituras.

O endocrinologista explica que, no período pós-ingestão de bebida alcoólica, ocorre desidratação por perda de sais minerais e eletrólitos. Ocorre excesso de diurese, causado pela inibição do hormônio anti-diurético pelo álcool, além da diminuição dos níveis sanguíneos de glicose, provocando hipoglicemia muitas vezes assintomática – sem apresentar sintomas – por períodos prolongados. “Isso dispara o gatilho de fome e de vontade de repor os estoques baixos de glicose no sangue, acarretando maior vontade de comer doces e alimentos mais calóricos.”

Como evitar o problema

Para não ter de ficar buscando como curar ressaca no dia seguinte de uma festa, da próxima vez que for cair na bebedeira, vale a pena ter em mente algumas dicas que podem evitar os sintomas da ressaca. Primeiro de tudo, sempre se alimente bem antes de beber. Álcool e estômago vazio não combinam. Além disso, como já aconselhou Assed, intercale os copos de cerveja, vodka ou outra bebida com copos de água ou água de coco. E também evite misturar as bebidas, um erro enorme que é cometido por muitas pessoas. Sabendo disso, depois é só curtir a festa.

Ao mesmo tempo, não fique mal por ter tomado mais do que devia. Não é errado fazer isso por você ser mulher, e é super normal quando estamos nos divertindo não prestar atenção no que estamos ingerindo ou na quantidade. O importante mesmo é se divertir – o único problema é que, às vezes, há consequências indesejadas. Mas se isso voltar a acontecer, estaremos aqui para mostrar como curar ressaca.

Readers Comments (0)