Filed Under:  Notícias

As 10 mulheres que mais nos fizeram repensar nossa visão sobre o corpo

11th dezembro 2017   ·   0 Comments

Mulheres usaram as redes sociais e também o palco para mostrar que todas nós, independentemente do tamanho, merecemos ser feliz como somos

O caso de uma menina de apenas 11 anos que se matou na Irlanda após postar uma mensagem em que dizia estar infeliz com a própria aparência é apenas um exemplo, apesar de sua gravidade, das consequências da pressão para se conseguir o chamado “corpo perfeito”. O suicídio ocorreu no ano passado, mas foi revelado apenas em dezembro deste ano.

E apesar de casos como esse e os de gordofobia que são regularmente denunciados nas redes sociais, 2017 também foi um ano em que muitas mulheres nos fizeram repensar nossa visão sobre o corpo. Afinal de contas, existe um padrão perfeito? As mulheres padrão também têm defeitos? O corpo é tudo?

Confira as histórias mais lidas do ano aqui:

10º. Após ouvir que “não existe bailarina gorda”, dançarina brilha ao lado de Anitta

Junto com a bailarina Tatiana Lima%2C Thais Carla foi anunciada como a nova integrante do balé de Anitta nesta segunda-feira

Junto com a bailarina Tatiana Lima, Thais Carla foi anunciada como a nova integrante do balé de Anitta nesta segunda-feira

Foto: Divulgação/TV Globo

Este foi o ano em que a cantora Anitta chamou para seu balé oficial duas dançarinas realmente fora dos padrões tradicionais. Uma delas é Thais Carla, dançarina que chegou a ouvir que “não existe bailarina gorda”. Hoje, ela e a colega Tatiana Lima provam que existe, sim, bailarina gorda – e que arrebenta quando está no palco.

“A Anitta soube ousar. Ela pensou diferente e isso é importante. O mundo é tão diferente, as pessoas não são Barbies. Eu achei maneira a repercussão e é importante para autoestima de muitas pessoas, para que elas possam se ver de outra forma”, afirmou Thais.

9º. Após seguidores desejarem sua pele perfeita, famosa no Instagram revela espinhas

Para a personal inglesa Alice Liveing%2C quando as comparações que fazemos de nós mesmos terminam%2C a felicidade começa

Para a personal inglesa Alice Liveing, quando as comparações que fazemos de nós mesmos terminam, a felicidade começa

Foto: Instagram/aliceliveing/Reprodução

Imagine ter 611 mil pessoas seguindo tudo o que você posta no Instagram, prestando atenção no que você diz e tendo você como inspiração. Agora, imagine essas pessoas desejando ter a sua pele “perfeita”, enquanto você mesma luta contra espinhas.

Foi isso que aconteceu com a influenciadora digital e personal trainer inglesa Alice Liveing, de 23 anos. Enquanto seus seguidores acreditavam que ela não tinha defeitos, a realidade era bem diferente.

“Instagram vs. realidade. Normalmente, eu não sou uma fã disso, mas recentemente tenho recebido muitas mensagens perguntado o que eu faço para manter a minha pele sempre tão lisinha. A verdade é que não há nada. Esta é minha pele, nada de maquiagem. Eu só quero que vocês entendam que todos nós temos imperfeições. Elas são NORMAIS”, diz a legenda que acompanha uma montagem com uma foto de Alice sem maquiagem e outra a pele produzida com todos os produtos necessários.

8º. Vítima de ataque com ácido publica foto inspiradora após recuperação

Resham Khanm foi atacada com ácido e teve queimaduras no rosto e ombros, mas conseguiu se recuperar após o caso

Resham Khanm foi atacada com ácido e teve queimaduras no rosto e ombros, mas conseguiu se recuperar após o caso

Foto: Reprodução/Twitter

“Hora de parar de se esconder”. Foi isso que a jovem Resham Khan, de 21 anos, disse ao revelar uma foto sua após um ataque com ácido. Ela estava comemorando seu aniversário quando recebeu o líquido no rosto e sofreu sérias queimaduras.

Três meses depois do tratamento, a estudante que mora em Manchester, na Inglaterra, compartilhou uma selfie nas redes sociais mostrando a notável recuperação. Desde o ataque, Resham se tornou inspiração para muitos usuários das redes sociais.

7º. Verdade por trás das fotos de Instagram é revelada por modelo

Má postura e uma má iluminação pode mostrar uma verdade do seu corpo que nem mesmo existe%2C prova a modelo em suas fotos

Má postura e uma má iluminação pode mostrar uma verdade do seu corpo que nem mesmo existe, prova a modelo em suas fotos

Foto: Instagram/imrececen/Reprodução

Sabe aquelas mulheres famosas no Instagram pelas fotos e corpos sempre “perfeitos”? Bem, tudo não passa de um ponto de vista. Na verdade, um ponto certo para se tirar a foto, uma pose, uma paisagem, a luz certa. E foram várias as mulheres que revelaram a verdade neste ano. Entre elas, a modelo holandesa Imre Çeçen.

“Hoje em dia, as influenciadoras acabam se esquecendo de que, quando você só posta fotos como a do lado direito [sem as tais imperfeições], seus seguidores podem imaginar que você é desse jeito 24 horas por dia, sete dias da semana. Não somos”, afirmou Imre.

6º. “Celulite já se tornou parte de mim”, diz modelo ao compartilhar foto com marcas

Modelo Sophie Turner%2C de 22 anos%2C explica que tem celulite desde os doze anos e que as marcas já se tornaram parte dela

Modelo Sophie Turner, de 22 anos, explica que tem celulite desde os doze anos e que as marcas já se tornaram parte dela

Foto: Instagram/sophieeturner/Reprodução

Entra ano, passa ano e uma coisa não muda: a luta das mulheres contra as celulites. O problema é que esta é uma característica natural da mulher, e mesmo as que são magras têm os “temidos” furinhos nas pernas. Quem desistiu de comprar briga com suas marcas foi a modelo Sophie Turner, de 22 anos, justamente após uma sessão de fotos.

“Esta foto faz parte dos bastidores. Fiquei muito brava quando a vi por causa das minhas celulites. Isso ficou na minha cabeça, mas por que? Eu sou mais do que esses furos, mais do que essas dobras e mais do que essas gorduras nas minhas costas. É natural para nós, mulheres, ter celulite, e devemos parar de ver isso como algo nojento ou feio”, escreveu a modelo ao compartilhar a imagem.

5º. Personal Trainer revela que tem celulite da forma menos provável possível

Na esquerda%2C a primeira foto que Madalin tirou em um dia na piscina%2C na direita%2C a foto que acabou postando no dia

Na esquerda a primeira foto que Madalin tirou em um dia na piscina, na direita, a foto que acabou postando no dia

Foto: Instagram/madalingiorgetta/Reprodução

As celulites das influenciados digitais foram realmente assunto nas redes sociais. Outra mulher que chamou atenção ao falar de suas marquinha foi a personal trainer australiana Madalin Giorgetta, conhecida pelo corpo malhado, seco e definido nas redes sociais.

“Quando minha irmã originalmente tirou essa foto minha eu fiquei tipo ‘credo, que nojo, apaga isso’. Eu me esqueci de apagar e a mantive no computador por meses. Eu compartilhei outra foto daquele dia e nunca imaginei que poderia compartilhar a original um dia”, escreveu sobre a foto que revela suas celulites e foi publicada em uma revista.

4º. Desabafo de jovem no Instagram faz repensar sobre a busca por um corpo perfeito

Jovem luta contra um câncer no estômago e faz desabafo tocante nas redes sociais sobre o que dizem ser um corpo perfeito

Jovem luta contra um câncer no estômago e faz desabafo tocante nas redes sociais sobre o que dizem ser um corpo perfeito

Foto: Reprodução/Instagram/%40almeidanara

Nara Almeida é uma jovem brasileira com 2 milhões de seguidores no Instagram. Em outubro, ela fez um desabafo na rede social que fez muita gente repensar o que é o “corpo perfeito”. Após inúmeras mensagens que recebeu com perguntas sobre qual dieta estava fazendo para conseguir o “corpo dos sonhos”, a jovem revelou o alto preço que está pagando para consegui-lo.

“Gente, pelo amor de Deus, foto engana e engana muito! Nas fotos parece que estou super saudável, magra, gostosa.. mas a realidade é que estou muito abaixo do meu peso, me sinto cansada, estou com anemia e varias outros problemas, só eu sei o quanto estou debilitada. Não consigo me alimentar mais, até a água que eu tomo coloco pra fora em questão de minutos, meu estômago não processa nada! Hoje, o que me mantém viva é a sonda que faço alimentação via enteral. O preço que estou pagando pra ter esse corpo que vocês consideram dos ‘sonhos’ é muito alto”, explica a jovem que luta contra um câncer no estômago.

3º. Plus size também pode ser angel: modelo refaz fotos da Victoria’s Secret

Tabria é modelo e também faz sucesso com suas fotos nas redes sociais%2C tendo quase 400 mil seguidores só no Instagram

Tabria é modelo e também faz sucesso com suas fotos nas redes sociais, tendo quase 400 mil seguidores só no Instagram

Foto: Instagram/tabriamajors/Reprodução

Já que a marca Victoria’s Secret continua apenas com modelos super magras e definidas em seus desfiles e campanhas, uma modelo americana plus size decidiu reproduzir fotos do catálogo da marca para mostrar que qualquer mulher pode ser uma angel.

“Talvez eu seja uma angel este ano no Halloween, já que não está acontecendo na vida real”, escreveu Tabria para os seus milhares de seguidores na rede social”.

2º. Mulher vira meme e mostra como ter orgulho do corpo após 22 anos odiando o peso

Jovem fez ensaio para mostrar como se sente com o corpo agora e como todos devem se sentir com os próprios corpos

Jovem fez ensaio para mostrar como se sente com o corpo agora e como todos devem se sentir com os próprios corpos

Foto: Instagram/jewelzjourney/Reprodução

Jewels Mazzie tem 25 anos, mas passou 22 deles odiando o próprio corpo. Após um longo trabalho de aceitação, um foto sua se tornou um “meme do bem”, mostrando que “existe uma bela sereia em todos os corpos e tamanhos”.

Porém, foi bem difícil para Jewelz conseguir amar a si mesma. “Eu tive medo do meu corpo por 22 anos. Medo por mostrá-lo e do ódio que tinha por isso. Por 22 anos, pensei não ser boa o bastante por conta dele. Nunca o mostrava ou enaltecia. Eu quis fazer esse ensaio (da foto acima e que foi usada no meme) para expressar como eu me sinto com o meu corpo agora e como os outros deveriam sentir sobre seus próprios corpos”, explicou a jovem em entrevista ao site “Yahoo Lifestyle”.

1º. “Ainda me sinto com 220kg”: com menos 160kg, mulher de maiô sofre preconceito

Jacqueline Adan usando maiô durante sua viagem ao México%2C depois de ter ficado muito tempo sem exibir seu corpo

Jacqueline Adan usando maiô durante sua viagem ao México, depois de ter ficado muito tempo sem exibir seu corpo

Foto: Instagram/jacquelineadan44/Reprodução

A americana Jacqueline Adan perdeu 160kg após um longo período de emagrecimento. O problema é que, quando finalmente se sentiu pronta para usar um maiô, mesmo com excesso de pele, sofreu com os olhares maldosos de um casal que estava próximo a ela.

“Estava de férias no México há algumas semanas. Foi a primeira vez que coloquei uma roupa de banho após muito tempo. E fazia mais tempo ainda que eu não usava um maiô sem me cobrir. Estava nervosa de ficar assim e caminhar até a piscina ou pela praia. Eu ainda me sinto como aquela mulher de 220kg, então, aconteceu”, conta a americana em sua conta no Instagram.

Readers Comments (0)