Filed Under:  Famosos

Depois de “Sol Nascente”, Jacqueline Sato planeja novos passos na TV

14th setembro 2017   ·   0 Comments

Entrevista com Jacqueline Sato, novidades de Marilyn Manson e nova temporada de “X-Factor” são destaques da coluna Bastidores

Jacqueline Sato viu sua carreira mudar no final de 2016 passado quando foi escalada para viver Yumi em “Sol Nascente”. Em meio a polêmicas sobre a saída de Daniele Suzuki do folhetim, Sato assumiu o posto da melhor amiga de Giovanna Antonelli na trama das 18h que acabou em 2017.

“Aprendi muito com os colegas”, assumiu a atriz. “Acredito que observar o outro é uma das principais formas de aprendizagem como atriz. Estar ao lado de tantos bons atores como Luis Melo, Araci Balabanian, Francisco Cuoco, Giovanna Antonelli, Bruno Gagliasso, entre outros, me trouxe um enorme crescimento como atriz”, confessou em entrevista.

Jacqueline Sato participou de

Jacqueline Sato participou de “Sol Nascente”. Agora atriz tem filme para ser lançado e nova série

Foto: Carlo Locatelli

Para ela, fazer novela é um desafio principalmente por ser uma obra aberta. “Diferente das obras fechadas, em que conhecemos o nosso personagem do inicio ao fim da historia, e criamos dentro dessa trajetória já estabelecida dramaturgicamente, em novela tudo muda”, comenta. “É sempre desafiador. E sempre me relembra o quanto é importante ser maleável e disponível pois, assim como na vida, não sabemos o que está por vir”, confessa a atriz que, depois de “Sol Nascente“, participa do longa “Talvez uma História de Amor”, ao lado de Mateus Solano.

“Ele é um ator que já admirava muito. Depois de contracenar com ele, e conhecer um pouco da pessoa que ele é, minha admiração só cresceu. Me surpreendeu o quanto ele é generoso e criativo”, comentou.

Dificuldades

Jacqueline Sato estará em longa e nova série

Quando a novela das 18h estreou, muito se falou sobre o personagem japonês ser interpretado por um brasileiro, o ator Luis Melo. Sobre essa polêmica, e a dificuldade para atores asiáticos de conseguir bons papeis, Sato ameniza e explica que a carreira de atriz é difícil independente da etnia: “A carreira de atriz é cheia de desafios, são 99% de “não” para um “sim”. Sempre escutei isso, e resolvi me preparar, estudar, e focar para conquistar este 1%”, comenta. Para ela, o que a dará conquistar novos papeis é o estudo, disciplina e persistência diária. Mesmo assim, ela comenta que acredita que hoje a questão da representatividade étnica, assim como a de gênero, tem sido levada mais a sério.

Boa ação

Jacqueline Sato escolheu Rádio e TV para cursar na faculdade, mas quase enveredou para Engenharia Ambiental. A relação com a veia artística, e o amor pelos animais e pela natureza sempre viveram paralelos na atriz. Por isso ela criou, junto com a família, o “House of Cats”. Trata-se em um perfil on-line no Facebook e Instagram para mostrar gatos abandonados e tentar encontrar novos lares para eles. “Ninguém salva o mundo sozinho, mas podemos ir melhorando a realidade daquilo que está ao nosso alcance”, comenta a atriz que, com a iniciativa, já ajudou 350 gatinhos a achar um novo lar.

Enquanto ajuda a salvar gatos abandonados, Sato planeja os próximos passos da carreira, que incluem, além do longa, uma série. Jacqueline, porém, não quis dar mais detalhes do novo trabalho ainda.

Readers Comments (0)