Filed Under:  Cultura

Arrecadação de filmes nos Estados Unidos é a mais fraca em 11 anos

31st agosto 2017   ·   0 Comments

De acordo com a Variety, essa é a primeira vez desde 2006 que a indústria cinematográfica de blockbuster ficará abaixo da marca de R$ 12 bilhões

Más notícias para os estúdios de cinema: a arrecadação da temporada de verão dos blockbusters nos Estados Unidos marca recorde negativo e tem o pior resultado no setor desde 2006. De acordo com a matéria da Variety, a projeção do comScore aponta que essa é a primeira vez em 11 anos que a bilheteria fique abaixo na marca de U$ 4 bilhões.

Arrecadação da temporada de verão no cinema americano é a mais baixa em 9 anos de acordo com projeção feita por site

Arrecadação da temporada de verão no cinema americano é a mais baixa em 9 anos de acordo com projeção feita por site

Foto: Divulgação

Fracasso de bilheterias

A temporada de verão do cinema americano – que vai da primeira sexta-feira de maio à primeira de setembro – está sendo a pior da última década. Desde 2006, quando a arrecadação foi de U$ 3,74 bilhões (R$ 11,8 bilhões), a procura pelos blockbusters no cinema não é tão baixa. A estimativa feita pelo comScore aponta que em 2017 o número deve girar em torno de U$ 3,78 bilhões (cerca de R$ 11,9 milhões). Segundo a Variety, em comparação com o ano passado inteiro houve uma queda de 5.7% e de 14% com a temporada de verão até agora. Após o último dia da contagem, a expectativa é ainda mais pessimista. Estima-se que haja uma retração de 15,7% em relação à 2016.

Esperanças e o mercado internacional

A expectativa para que os estúdios não saiam no prejuízo está no mercado internacional que tem apresentado números significativos, sobretudo pela participação expressiva da China. O site reportou que, até o dia 27 de agosto, houve um aumento de 0.2% na bilheteria mundial e 2,8% internacionalmente. O Brasil também ajuda a impulsionar o valor de arrecadação para cima: em “Homem-Aranha: De Volta Ao Lar”, as vendas por aqui representaram pouco mais de 9% do total da bilheteria, em “Guardiões da Galáxia Vol. 2” foram cerca de 5% e em “Mulher Maravilha” o número ultrapassa 8%.

Apesar da temporada de verão estar perto do final e sem nenhuma grande estreia que possa levantar um fôlego, o ano não deve ser perdido. Até dezembro títulos muito aguardados como “It: A Coisa”, “Liga da Justiça”, “Thor: Ragnarok” e “Star Wars: Os Últimos Jedi” serão exibidos no cinema, podendo equiparar o total anual ao de 2016.

Readers Comments (0)