Filed Under:  Notícias

Windows 10 mistura nostalgia e renovação

9th julho 2015   ·   0 Comments

O sistema operacional Windows 10, o já aclamado sucessor do Windows 8.1, chegará aos computadores das casas em todo o mundo em 29 de julho deste ano. E mais: ele será gratuito para quem tiver uma licença original das edições 7, 8 ou 8.1. Corrigindo a maioria dos enganos do antecessor, o novo sistema mistura nostalgia com renovação e, em análise preliminar, tem tudo para tirar o atual reinado do Windows 7 dos PCs domésticos.

W10 lab 1

Ao usarmos o Windows 10 pela primeira vez, a ansiedade foi logo substituída por uma sensação de alívio: ao pressionarmos a tecla Windows, o Menu Iniciar apareceu, nada da interface Modern. Ou quase isso. O visual “moderno” da Microsoft foi integrado ao menu, que mostra os blocos junto com toda a lista de programas e configurações do sistema. Tudo volta a ser intuitivo como no Windows 7. Para reforçar a sensação de nostalgia, logo encontramos o joguinho “Paciência”, velho conhecido de quem usa o sistema da Microsoft há, ao menos, cinco anos.

iniciar

Mas não é só de passado que vive o Windows 10. Ele oferece uma renovação visual que mistura os padrões de design das últimas três edições do sistema para criar uma combinação sem igual. Por exemplo, transparências ao estilo Aero (do Windows 7) estão por toda parte, enquanto o visual de blocos, as live tiles, também.

Alguns recursos de produtividade também tornaram o sistema mais útil para quem usa muitas janelas de programas ao mesmo tempo. Tocando na tecla Windows junto com uma das setas laterais do teclado, o software se ajusta rapidamente à lateral da tela. Repetindo o movimento, mas agora pressionando as setas para cima ou para baixo, as janelas se colocam em pequenos quadrados para que você possa utilizar quatro programas simultaneamente. Há também um atalho que nos leva a uma tela ao estilo “Mission Control” do Mac OS X.

mission control

Outra grata surpresa foi ver que o Microsoft Edge é anos-luz melhor do que o Internet Explorer. O sistema de gestão de abas é mais intuitivo e o funcionamento geral do navegador chega a lembrar o que víamos nos primeiros dias do Google Chrome. Claro que não seria justo compará-lo com soluções de sucesso, como o Chrome, o Firefox e o Safari. Mas ele certamente representa um avanço significativo para a Microsoft.

W10 lab

Readers Comments (0)